sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Mês do Folclore terá exposição temporária com trabalhos produzidos com a palha de milho

Parte da exposição, com trabalhos da
artesão Maria Giselda, na Sala Brasil
Como parte da programação do Mês do Folclore de 2017, de 22 de agosto a 1º de setembro, o Museu do Folclore de São José dos Campos montou uma exposição temporária que reúne trabalhos feitos com a palha de milho, pelos artesãos Donizetti Pinto Ribeiro, de São José dos Campos, e Maria Gisela de Souza, de Redenção da Serra.

A exposição reúne bolsas, cestos, caixas, bonecas, flores e imagens de santinhos e acompanha o tema da programação deste ano, que destaca a cultura do milho pelo olhar da cultura popular e que tem o seguinte slogan: ‘Milho: De grão em grão... se alimenta toda a criação’.

Bonecas feitas com a palha de milho
Os trabalhos estarão expostos na Sala de Tecnologias (trabalhos de Donizetti Pinto Ribeiro) e na Sala Brasil (trabalhos de Maria Gisela de Souza). Além dos trabalhos, os alunos poderão acompanhar nas duas salas dois vídeos que mostram como são produzidos os objetos com a palha de milho (vídeo 1 e vídeo 2).

Durante o período de atividades do Mês do Folclore a exposição será vista por mais de 2.700 alunos de 26 escolas públicas e particulares. Depois disso e até o dia 31 de outubro, a exposição poderá ser visitada pelo público espontâneo do Museu do Folclore, de terça a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 14h às 17h.

O Mês do Folclore é uma realização da Prefeitura de São José dos Campos e acontece anualmente por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e Museu do Folclore, que tem sua gestão realizada pelo Centro de Estudos da Cultura Popular. 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Mês do Folclore tem participação de mais de 2.500 alunos de 23 escolas de S.José e Jacareí

Professores que participaram do encontro realizado de manhã
Mais de 2.500 alunos de 23 escolas municipais, estaduais e particulares de São José dos Campos e Jacareí participarão da programação especial do Mês do Folclore 2017, no Museu do Folclore. A programação será realizada de 22 de agosto a 1º de setembro e terá como tema a cultura do milho, sob a ótica da cultura popular. 

As atividades acontecerão de manhã e à tarde (das 9h às 10h30, das 10h30 às 12h, das 14h às 15h30 e das 15h30 às 17h), sempre sob coordenação de mediadores do Museu do Folclore. 

Durante oito dias os alunos vão conhecer como o milho está presente nos costumes, nas superstições, na poesia e no cordel, na profissão e na música. Também vão saber a diferença entre o milho seco e o milho verde, como cada tipo é processado; e como ele é aproveitado na culinária. 

Um jogo da memória, uma ‘roça de milho’ e uma exposição de objetos feitos com a palha do milho, também estão previstos no roteiro, que será finalizado com a degustação de uma pipoca feita na hora, por um pipoqueiro de profissão

Encontro com professores

A museóloga Ana Silvia coordenou o encontro
Como já aconteceu no ano passado, os professores que acompanharão os alunos durante as atividades participaram de encontros no Museu do Folclore nesta segunda-feira (14). Eles tomaram conhecimento de detalhes de toda a programação e poderão trabalhar com o tema em sala de aula, antes da participação dos alunos. 

“Nossa intenção foi de antecipar aos professores o que estamos planejando realizar durante a programação e, ao mesmo tempo, sugerindo que eles trabalhem o tema com os alunos que participarão das atividades. Com isso esperamos que todos aproveitem melhor a programação”, enfatiza a gestora do Museu do Folclore, Francine Maia.  

O Mês do Folclore é uma realização da Prefeitura de São José dos Campos e acontece por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e Museu do Folclore, que tem sua gestão sob responsabilidade do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos. 

sábado, 12 de agosto de 2017

Museu do Folclore reúne professores para repassar detalhes sobre o Mês do Folclore

O Museu do Folclore de São José dos Campos realiza segunda-feira (14), às 9h e às 14h, dois encontros com os professores que acompanharão as escolas participantes da programação especial do Mês do Folclore, que acontece de 22 de agosto (Dia Nacional do Folclore) a 1º de setembro. O tema deste ano vai explorar a cultura do milho e tem como slogan ‘Milho: de grão em grão... se alimenta toda a criação’. 

Nos encontros os professores conhecerão detalhes da programação e poderão tirar dúvidas sobre as atividades propostas. “Nossa intenção é passar para os professores o máximo de informações sobre a programação, de maneira que eles possam estimular os alunos participantes a aproveitarem integralmente as atividades”, explica Francine Maia, gestora do Museu do Folclore. 

“Ao escolhermos o milho como tema de reflexão para o Mês do Folclore deste ano, buscamos valorizar a sabedoria que o homem adquiriu ao longo de milhares de anos, em todas as etapas deste ‘relacionamento’ com a natureza, desde seu cultivo até as inúmeras formas de utilizá-lo, como na culinária e no artesanato, por exemplo”, destaca a folclorista Angela Savastano. 

Além das explicações que serão dadas pela equipe do museu, os professores receberão uma ‘cartilha’ com informações de como o milho faz parte da cultura popular e assistirão a dois vídeos mostrando diferentes formas de utilização da palha do milho em peças de artesanato. Algumas delas, inclusive, integrarão uma exposição temporária durante a programação do Mês do Folclore. 

A programação do Mês do Folclore é uma realização da Prefeitura de São José dos Campos, numa promoção da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e Museu do Folclore, que tem sua gestão realizada pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.